Nuno Cera. Luzes Distantes

exposições
Curadoria:
José Mouro e Julia Albani

Nuno Cera. Luzes Distantes

As transições energética e digital que nos últimos anos marcaram o território de Sines, as suas infraestruturas e, consequentemente, a sua população, sempre influenciaram e inspiraram a obra do fotógrafo e videoartista Nuno Cera. Em Luzes Distantes – uma pesquisa retrospetiva a olhar para o futuro – o artista partilha as suas as observações e reflexões, revisitando o corpo de trabalho que tem dedicado a esta região nos últimos 30 anos – nomeadamente os projetos Daqui a 30 Anos: Saudades (1993); SINES 2000 (2000); e Sem título (Al Berto) (2010). 

Luzes Distantes, apresentada pela primeira vez no Centro de Artes de Sines, consiste numa série de fotografias e uma instalação vídeo sincronizada de dois canais que também dão o título à exposição e à publicação que a acompanha. Em sete episódios, o artista conduz-nos a locais que selecionou como protagonistas: a Autoridade Portuária de Sines, a Central da EDP, o Terminal XXI, as refinarias da Galp Energia e da Repsol, a Pedreira, as terras do futuro Data Centre e o EllaLink, em justaposição com paisagens naturais.

Com esta exposição, Nuno Cera oferece-nos uma observação externa de um olhar que extrai o simbólico, invisível para o nosso olhar rotineiro; reitera a essência de um corpo em permanente transformação e a simultânea desintegração do velho que vai dando lugar ao novo, sem lhe dar tempo para envelhecer.