Lawrence Weiner — Placed on Either Side of the Light, 1999

[collections]
instalações permanentes

Após mais de 15 anos itinerantes, desde que foi criada, em 1999, pelo artista norte-americano Lawrence Weiner, a obra Placed on Either Side of the Light foi permanentemente instalada no passeio ribeirinho em frente ao maat. A peça conheceu diferentes versões expostas em galerias de vários países, incluindo a Alemanha, a Suíça e a Sérvia, tendo tomado diferentes formas adaptadas ao lugar expositivo.
 
Quando foi adquirida pela Fundação EDP, tornou-se evidente para Weiner a forma que a obra deveria assumir. “Lisboa é conhecida pelas suas calçadas em pedra portuguesa. Vimos um lugar ótimo na calçada, e logo percebemos que tinha de ser ali”, conta o artista. As letras da frase que dá título à obra, em inglês e português, foram feitas em ferro fundido e incorporadas por uma equipa de mestres calceteiros em forma de dois arco-íris que se cruzam no chão, entre a escadaria do edifício concebido pelo estúdio AL_A (Amanda Levete Architects) e o rio Tejo.

Lawrence Weiner (n. 1942), um dos nomes mais proeminentes do movimento conceptualista nos anos 60 do século XX, autodefine-se como escultor e o seu trabalho incide sobretudo na linguagem — frases impressas em papel, ou gravadas, estampadas ou coladas em paredes, janelas, prédios e chão.

“Uma faceta genial de se ser um escultor que trabalha com a linguagem é que não é preciso explicar nada”, diz Weiner. “A obra literalmente fala por si.”