Skip to main content
Electronic Superhighway (1966-2016)
Electronic Superhighway
Electronic Superhighway

O título desta exposição — Electronic Superhighway — tem origem num termo inventado em 1974 pelo artista sul-coreano, pioneiro da videoarte, Nam June Paik, que percebeu o potencial das ligações globais através da tecnologia.

A exposição deteve-se sobre do impacto das novas tecnologias e da Internet nos artistas, de meados da década de 1960 até ao presente. Adotando uma ordem cronológica invertida por ordem, Electronic Superhighway começava com uma obra criada em 2016 por Jacolby Satterwhite e terminava com as Experiments in Art and Technology (E.A.T.), iniciadas em 1966 pelos engenheiros Billy Klüver e Fred Waldhauer e os artistas Robert Rauschenberg e Robert Whitman. Neste período de 50 anos assinalam-se momentos-chave comuns à história da arte e da Internet.

Produzida em 2016 pela Whitechapel Gallery de Londres, Electronic Superhighway trouxe a público um conjunto de obras muito diversificado e relevante, algumas delas raramente vistas, de mais de 70 artistas, incluindo Cory Arcangel, Judith Barry, James Bridle, Constant Dullaart, Lynn Hershman Leeson, Vera Molnar, Nam June Paik, Thomas Ruff, Hito Steyerl, Amalia Ulman, Zach Blas, Vuk Ćosić, Douglas Coupland, Joana Hadjithomas e Khalil Joreige, Camille Henrot, Gary Hill, Ann Hirsch, JODI, Allan Kaprow, Oliver Laric, Rafael Lozano-Hemmer, Eva e Franco Mattes, Manfred Mohr, Lillian F. Schwartz, Richard Serra e Nancy Holt, Taryn Simon, Stan VanDerBeek, Steina e Woody Vasulka, entre outros.

 

Apoio: AT Kearney

MAAT Central
MAAT Central
Indicates required field
Escolha o seu idioma
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Declaro que tomei conhecimento da política de privacidade e concordo que os meus dados pessoais sejam recolhidos pela Fundação EDP e tratados para cada uma das finalidades que assinalei.