Skip to main content
Bill Fontana, Shadow Soundings
MAAT Gallery

Shadow Soundings, uma encomenda internacional para a Galeria Oval do MAAT, é uma instalação imersiva de som e vídeo do artista norte americano Bill Fontana, realizada a partir dos sons e vibrações da Ponte 25 de Abril e do rio Tejo. Nesta instalação especialmente criada para Lisboa, o artista capta as sonoridades da ponte e áreas circundantes — tão familiares aos habitantes da cidade — e amplifica-as, conferindo-lhes musicalidade.

Bill Fontana (n. 1947) é mundialmente reconhecido como pioneiro em experiências artísticas com som. Como o próprio gosta de se intitular, Fontana é um artista que “tira os sons das coisas”. A sua vasta carreira como sound artist inclui exposições individuais no Whitney Museum of American Art, no San Francisco Museum of Modern Art, na Art Gallery of NSE em Sydney, entre muitos outros. Conhecido pelas suas instalações sonoras de grandes dimensões, Fontana criou obras site-specific, como Harmonic Bridge, que apresentou em 2006 na Tate Modern, em Londres. 

Em Lisboa, o artista aliou, pela primeira vez, uma dimensão sonora dinâmica à componente de vídeo transmitida em live streaming. Através de sete pontos de projeção, a instalação mostra vistas únicas da ponte e do Tejo, bem como ângulos desconhecidos das sombras dos veículos em movimento no tabuleiro da ponte. Como referiu o artista, foi destas “sombras em movimento que criam aquele som ‘cantado’ tão característico da ponte” que surgiu o título Shadow Soundings.

 

Apoio: Meyer Sound, Infraestruturas de Portugal, Instituto Hidrográfico da Marinha Portuguesa, MarSensing

On
No
Curadoria
Pedro Gadanho
Bill Fontana, Shadow Soundings
MAAT Gallery

Shadow Soundings, uma encomenda internacional para a Galeria Oval do MAAT, é uma instalação imersiva de som e vídeo do artista norte americano Bill Fontana, realizada a partir dos sons e vibrações da Ponte 25 de Abril e do rio Tejo. Nesta instalação especialmente criada para Lisboa, o artista capta as sonoridades da ponte e áreas circundantes — tão familiares aos habitantes da cidade — e amplifica-as, conferindo-lhes musicalidade.

Bill Fontana (n. 1947) é mundialmente reconhecido como pioneiro em experiências artísticas com som. Como o próprio gosta de se intitular, Fontana é um artista que “tira os sons das coisas”. A sua vasta carreira como sound artist inclui exposições individuais no Whitney Museum of American Art, no San Francisco Museum of Modern Art, na Art Gallery of NSE em Sydney, entre muitos outros. Conhecido pelas suas instalações sonoras de grandes dimensões, Fontana criou obras site-specific, como Harmonic Bridge, que apresentou em 2006 na Tate Modern, em Londres. 

Em Lisboa, o artista aliou, pela primeira vez, uma dimensão sonora dinâmica à componente de vídeo transmitida em live streaming. Através de sete pontos de projeção, a instalação mostra vistas únicas da ponte e do Tejo, bem como ângulos desconhecidos das sombras dos veículos em movimento no tabuleiro da ponte. Como referiu o artista, foi destas “sombras em movimento que criam aquele som ‘cantado’ tão característico da ponte” que surgiu o título Shadow Soundings.

 

Apoio: Meyer Sound, Infraestruturas de Portugal, Instituto Hidrográfico da Marinha Portuguesa, MarSensing

On
No
Curadoria
Pedro Gadanho
Indicates required field
Escolha o seu idioma
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Declaro que tomei conhecimento da política de privacidade e concordo que os meus dados pessoais sejam recolhidos pela Fundação EDP e tratados para cada uma das finalidades que assinalei.