Skip to main content
Category
Eventos
Nova criação de Gabriel Chaile
Image
Gabriel Chaile, "Auto-Retrato" BoCA Bienal
Mobile Image
Gabriel Chaile, "Auto-Retrato" BoCA Bienal
Image Credit
Gabriel Chaile, "Auto-Retrato", 2022. Fotografia: Pedro Jafuno
Terminou
02/09/2023 - 15/10/2023
Text

Nova criação de Gabriel Chaile

 

A prática artística do argentino Gabriel Chaile assenta na investigação de longa data de comunidades empobrecidas, rituais e hábitos da sua casa na Argentina. Criado na cidade de San Miguel de Tucumán, no norte da Argentina, com herança espanhola, afro-árabe e indígena da Candelária, Chaile cria espaços onde precedentes históricos, epistemologias indígenas e convenções artesanais prescientes misturam-se com a vida contemporânea. Grande parte da sua produção recente inclui objetos escultóricos como potes e fornos de barro que, muitas vezes, assumem traços antropomórficos. Assim, o artista procura invocar a memória de pessoas e marcos da resistência civil a partir dos rituais comunitários e celebratórios em torno da comida – na sua sabedoria e fazer ancestral, na sua dimensão de cura e, enfim, na sua multifunção de alimentação do corpo, da alma e dos espíritos.

 

A convite da BoCA, Gabriel Chaile cria uma nova instalação para a Praça do Carvão do MAAT – um tributo a Alcindo Monteiro, jovem português, nascido em Cabo Verde, brutalmente assassinado em 1995, num crime que expôs, e continua a expor, o racismo estrutural que encontra espaço e legitimação no país. Em torno do forno-retrato de Alcindo, prevê-se uma série de ativações coletivas, em quatro datas, reunião em tono de comida, debates, música e exibição de filmes.

 

Compondo minuciosamente este momento do encontro – de lugares, tempos e identidades –, repleto de calor e pertença, Chaile coloca a sua escultura Auto-Retrato frente a frente com o forno Alcindo Monteiro, num esforço de implicar o seu corpo nesta troca de olhares e histórias, com honestidade e empatia. “E se o autobiográfico não for mais do que a história dos outros a atravessar-nos?”, pergunta Chaile.

 

Instalação 

02/09 – 15/10/2023 
10.00 – 19.00 

 

Programa público

02/09 (Saturday), 18.00: Performance das Batukadeiras X e refeição de cachupa

16/09 (Saturday), 18.00: Concerto de Yeri & Yeni, Rute Lopes e Jzaugust

01/10 (Sunday), 17.00: Exibição do filme “Alcindo” de Miguel Dores, seguida de um debate com moderação de Paula Cardoso (Afrolink)

15/10 (Sunday), 17.00: Concerto de Sasha Silva, Pilmaiquén, Ana Vaz e Soraia Morais

 

Comissão e produção: BoCA – Biennial of Contemporary Arts 
Apoio à apresentação: MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia 
Parceria na curadoria do programa público: Lisboa Criola 

 

 

Indicates required field

wrapper

Escolha o seu idioma
Escolha as newsletters que pretende receber
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Declaro que tomei conhecimento da política de privacidade e concordo que os meus dados pessoais sejam recolhidos pela Fundação EDP e tratados para cada uma das finalidades que assinalei.