Skip to main content
Category
Eventos
INÍCIO DO PROGRAMA: UM, DOIS E MUITOS
Image
sol
Image
sol
Terminou
09/07/2023 - 09/07/2023
Text

Início do programa: UM, DOIS E MUITOS | O corpo que lê ou o infinito
Por Marta Wengorovius

UM, DOIS E MUITOS | O corpo que lê ou o infinito é o mais recente momento da obra plástica e participativa UM, DOIS E MUITOS, de Marta Wengorovius, que, para além de obra visual, é um método através do qual a artista explora questões que nascem da intuição e da génese do movimento, acentuando as diferentes dimensões de três tipos de dinâmicas: o UM enquanto singularidade e intimidade, o DOIS como cumplicidade e o MUITOS enquanto encontro com a experiência da comunidade. Este programa tem início no dia 9 de julho, nos jardins do maat, sob o formato de conferência performática e conta com a participação de Marta Wengorovious, Domenico Lancellotti e Pedro Prazeres. Os restantes encontros acontecerão entre julho de 2023 e julho de 2024, entre o maat e a Serra da Arrábida. 

O corpo que lê ou o infinito é um convite a um processo lento de gestação e digestão: estes encontros, em formato de deambulação orientada, ativarão a Biblioteca UM, DOIS E MUITOS*(obra criada em 2012 e que se apresenta como uma bússola de reflexão sobre o Método UDM), numa interseção do Livro com o Corpo. Da Biblioteca UM, DOIS E MUITOS foram escolhidos três livros. Cada livro será lido durante quatro meses por cada Família Utópica. Tempo do UM, Tempo do DOIS e Tempo dos MUITOS. Nesse tempo de cada leitura haverá um Encontro-Estímulo, os Encontros com os Cadernos Nómadas – diários de leitura e de exploração do UDM –, assim como as Aulas Debaixo das Árvores. [Consulte o Glossário para melhor compreensão destes conceitos.]

Indicates required field

wrapper

Escolha o seu idioma
Escolha as newsletters que pretende receber
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Declaro que tomei conhecimento da política de privacidade e concordo que os meus dados pessoais sejam recolhidos pela Fundação EDP e tratados para cada uma das finalidades que assinalei.