Notícia
ECO-VISIONÁRIOS NA ROYAL ACADEMY EM 2019

A exposição coletiva Eco-Visionários: Arte e Arquitetura após o Antropoceno viaja até à Royal Academy of Arts, em Londres, já no próximo ano. Em novembro de 2019, o prestigiado museu londrino vai apresentar esta mostra que reúne obras de mais de 35 artistas e arquitetos em torno das transformações ambientais que afetam o nosso planeta. Apresenta visões críticas que prometem trazer uma nova reflexão sobre os fenómenos ambientais cada vez mais prementes e que pedem respostas cada vez mais urgentes. Eco-Visionários lança também o debate sobre um vasto panorama de questões associadas ao Antropoceno – a designação recente de um novo período geológico definido pelo impacto das ações humanas. A Royal Academy of Arts junta-se, assim, nesta colaboração entre o MAAT com outros museus europeus como o Bildmuseet, HeK e o LABoral.

A exposição abre ao público a 24 novembro de 2019 e fica patente até 23 fevereiro de 2020.

 

 

ARTISTAS PARTICIPANTES:

Ana Vaz e/and Tristan Bera, Alexandra Daisy Ginsberg, Andrés Jaque / Office for Political Innovation, Ant Farm, Basim Magdy, BIG, Buckminster Fuller e/and Shoji Sadao, Carolina Caycedo, Daniel Arsham, Design Crew for Architecture, Design Earth, Diller Scofidio + Renfro, Dunne & Raby, Eva Papamargariti, Femke Herregraven, Haus-Rucker-Co, HeHe, Jeremy Shaw, John Gerrard, Kiluanji Kia Henda, Krištof Kintera, Malka Architecture, Miguel Soares, MVRDV, Nelly Ben Hayoun, Ornaghi & Prestinari, Parsons & Charlesworth, Pedro Neves Marques, Philippe Rahm, Pinar Yoldas, Regina Frank, Rimini Protokoll, SKREI, Superflex, Superuse Studios, Territorial Agency, The Center for Genomic Gastronomy, The Harrison Studio, The Living, Tue Greenfort, Unknown Fields Division, Ursula Biemann e/and Paulo Tavares, Wanuri Kahiu, Wasted Rita, Zak Ové.